Metabólitos Ativos

Arginina: Este aminoácido e componente das proteínas é usado, as vezes, como um suplemento para aumentar os níveis do hormônio do crescimento.
Aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA): Leucina, isoleucina e valina são aminoácidos essenciais que são usados por fisiculturistas como fonte de energia para os músculos e como agentes anabolizantes.
Crisina: Esta é uma flavona vegetal que tem atividade antiestrogênica. Ela inibe a transformação da androstenediona e testosterona em estrogênio e, portanto, pode alterar o metabolismo dos hormônios esteróides.
Ácidos graxos essenciais: Essas substâncias são essenciais para o bom funcionamento das células orgânicas. Deficiências desses compostos afetam todas as funções corporais. Suprimentos de ácidos graxos essenciais melhoram o desempenho atlético, a recuperação pós-exercício, a resistência imunológica e a resistência física.
Forskolin (Colforsina): Composto herbáceo, ativador da enzima adenil ciclase, que é parte immportante do sistema regulador intracelular. Em particular, participa da ação das células musculares miocárdicas e esqueléticas para o exercício intenso.
Glucosamina e Condroitina: estes são nutrientes que melhoram a saúde articular. Como os fisiculturistas colocam muito esforço em suas articulações, esses produtos estão se tornando muito populares como medida preventiva ao dano articular.
Glutamina: Durante o esforço, a glutamina é liberada dos músculos esqueléticos para suportar as funções imunológicas. O fluxo de glutamina para fora dos músculos torna a síntese protéica mais difícil e pode levar a degradação da proteína muscular. Acredita-se que a suplementação com glutamina entre as refeições melhora o crescimento muscular e a saúde como um todo.
Glicerol: Um álcool trivalente (não-intoxicante) que se fraciona em glicose e cetona no organismo. É usado por sua capacidade de mobilização de líquidos. Na corrente sangüínea, extrai o excesso de fluídos da pele, podendo ser usado como um diurético.
HMB (Hidróxi Metilbutirato): É um metabólito da leucina. As pesquisas sugerem que este nutriente reduz a quebra das proteínas associadas com o exercício intenso e o estresse.
Ácido lipóico: Já considerado uma vitamina liposolúvel, o ácido lipóico hoje é considerado um ácido graxo semi-essencial. Participa da síntese das prostaglandinas. Sua importância para os fisiculturistas está na melhora da produção de energia a partir dos alimentos e em sua forte atividade antioxidante.
Ornitina: Este é usado, como a arginina, para aumentar os níveis do hormônio do crescimento. A ornitina não é um componente das proteínas.
Vanádio (em forma de sulfato): O vanádio é um oligoelemento necessário aos seres humanos, em pequenas quantidades. Participa de um amplo espectro de vias bioquímicas.

Ainda não existem comentários.

Comente!