As lesões nos cotovelos e nos antebraços

OS COTOVELOS

Os cotovelos estão sujeitos a esforços constantes sempre que você faz movimentos de pressão. Além de problemas agudos que podem resultar do excesso de esforço na articulação com uso de carga pesada ou uma técnica errada, ocorre uma certa quantidade de dano cumulativo por meses e anos de treinamento pesado, levando, às vezes, à artrite degenerativa.

Este tipo de problema degenerativo pode ocorrer em outras articulações como os ombros e joelhos e é difícil detectá-los nos estágios iniciais já que ocorre de forma muito lenta para ser notado imediatamente. Dor que aumenta gradualmente pode ser um dos sintomas; uma crescente limitação da amplitude de movimento é outro. Qualquer um desses sintomas indica danos nas estruturas internas dos cotovelos que, se não for tratado, pode eventualmente tornar-se irreversível. Em caso de esforço súbito na área do cotovelo, aplicam-se os seguintes princípios de tratamento: repouso, gelo, elevação e compressão.

Para estabilizar a articulação do cotovelo nos levantamentos pesados você pode enfaixar a área ou usar uma cotoveleira elástica.

OS ANTEBRAÇOS

Uma vez que na maioria dos exercícios você utiliza os punhos e os antebraços para ajudar a segurar o peso, você está frequentemente contraindo e alongando esses músculos ao mesmo tempo. Isso, com frequencia, pode levar à distensão dos músculos ou dos tendões.

Movimentos de puxar e de rosca com as palmas viradas para frente, como barra fixa, levantamento da barra ou rosca invertida colocam o antebraço em uma posição de desvantagem como alavanca, pois eles são mais fracos e podem facilmente ser distendidos. Geralmente, a lesão é na origem dos músculos extensores do antebraço, próximo ao cotovelo; isso também é chamado de cotovelo de tenista. Contudo, esse tipo de movimento pode levar à distensão muscular em qualquer parte ao longo do músculo no topo do antebraço.

Devido à frequencia de lesões do antebraço ao fazer rosca invertida, o Dr. Franco Columbu recomenda evitar esse movimento e em seu lugar fazer a rosca de punho invertida para aumentar o topo dos antebraços.

As lesões de antebraços podem se tornar crônicas porque você precisa segurar firme em muitos exercícios diferentes. Portanto, é difícil repousar os músculos do antebraço uma vez lesionados.

Além do repouso para tratar a distensão do antebraço, a acupuntura pode ajudar a acelerar a cicatrização.

4 comentários até agora! - O que você pensa?

Gravatar

pedro silveira

25 de julho de 2013

11:41

Então, eu estou com uma dor no “meio” do cotovelo, desde meu último treino de costas, não parece epicondilite pq não sinto dor na “lateral” do cotovelo, é no meio mesmo, mas vem diminuindo um pouco a cada dia, dói principalmente se aperto alguma coisa com muita força. Engraçado que treinando bíceps e tríceps eu não sinto nada, se fosse epicondilite, eu conseguiria efetuar esses movimentos? Obrigado…

Gravatar

Décio Pereira

27 de novembro de 2013

21:34

eu estou com é esse problema também quando eu aperto alguma coisa não aguento segurar,cai da minha mão,é doi bem perto do cotovelo,alguem pode me ajudar…

Gravatar

Rodrigo

7 de março de 2014

19:08

Comecei a jogar tênis a oito meses e já faz um mês que senti uma dor bem no centro do cotovelo e não consigo rebater mais. Não consigo nem esticar o braço direito porque dói muito. O que pode ser e qual o tratamento correto?

Gravatar

Janaina Barros Barbosa Ferreira

30 de abril de 2016

21:22

Após um exército errado estou com dores no antebraço a várias semanas

Comente!