A Jornada – Semana 11

FUNDO DEMAIS

A Jornada

O OCEANO VAI ENGOLIR VOCÊ…

É tarde e eu estou fora de foco. Eu me sinto à deriva no mar, perdido no meu penoso merecimento. Então, de repente sou atingido como um farol na noite. No meio da minha repetição, na metade da minha série, esse sentimento familiar retorna… A dor. Ela me lava, onda após onda. Meus sentidos rodam. Sim, eu posso largar tudo, sair fora desta aflição. Em vez disso, ranjo os dentes, respiro fundo, e sigo em frente. Quando as coisas ficam difíceis, muitos têm seu porto seguro. Eu não. Recebo com prazer a dor – que me mantém honesto. Ela é a minha base. Irmãos, este mar é grande e bruto. Embora a dor possa vir de você, nunca deixe ultrapassar você.

MANTENHA-SE FIRME

A Jornada

Quando eu era apenas um garoto acima do peso começando neste esporte, minha mãe disse, “Mantenha-se firme, filho.” Ela pensava que eu era muito jovem, e que os suplementos eram prejudiciais a saúde. Ela pensava que o bodybuilding não era um esporte respeitável, muito menos uma profissão…

Quando alguns dos meus amigos começaram a ver o meu nível de dedicação, todos os sacrifícios que eu tive que fazer, eles disseram, “Mantenha-se firme, cara.” Talvez eu não tenha passado tempo bastante fazendo festa com eles, ficando bêbado todo fim de semana. Talvez eles não fossem meus amigos…

Quando as minhas namoradas descobriam como eu levava tudo tão a sério no bodybuilding, elas diziam, “Mantenha-se firme, baby.” Elas pensavam que tinham que competir contra o bodybuilding para ter a minha atenção. Elas não tinham. Mas eu não pude convencê-las de qualquer forma…

Quando as pessoas olham para mim na rua, elas dizem, “Mantenha-se firme, estranho.” Elas não podem entender porque eu quero ser grande… Porque eu não posso comer nem ao menos uma fatia de bolo quando estou em dieta… Porque eu estava fazendo isso comigo mesmo. Elas não conseguem entender isso agora, e elas nunca vão conseguir…

Quando eu sonhei em competir pela primeira vez um dia e resolvi passar o meu jogo para o próximo nível, meu parceiro de treino disse, “Mantenha-se firme, Ira.” Ele não pode me acompanhar. Talvez ele não quisesse ir…

Depois que eu comecei a levantar peso eu esqueci o porquê que eu entrei neste jogo, e eu disse a mim mesmo, “Mantenha-se firme.” Eu não comecei a erguer pesos para ir até aqueles que me intimidavam na escola… Não foi para ser legal ou popular… E não foi para conquistar mulheres.

Por que eu faço isso então? Merda, eu faço isso para mim. Eu faço isso porque eu nasci para isso… Está no meu sangue. Esse esporte me motiva, dá sentido a minha vida. Ouçam irmãos, esta merda não é para os fracos de coração. Poucos podem fazer o que isso exige. Nós estamos entre aqueles poucos. Quando você se sentir como se estivesse se afogando, recupere o fôlego. Quando você quiser parar, aguente firme. Quando você sentir que não pode seguir com a dieta mais um dia, quando é difícil se manter fora do sofá, levante-se. As pessoas vão querer por você pra baixo. A tentação vai tentar segurar você de volta. Obstáculos vão estar no seu caminho. Que caia um raio através deles.

Esta grande jornada começa com um passo… E essa etapa não é nada mais do que aprender a se manter firme…

A SIRENE

A Jornada

A água pinga da torneira do banheiro… Outra gota no mar. Escuto a distância um grupo de carros, uma sirene… Um solitário, mas confortante som. É outra noite em Jersey e a minha namorada está roncando baixinho no outro quarto. Porra, a merda da parede poderia vir abaixo e ela iria continuar dormindo. Sim, quando ela dorme, ela parece que está a mil milhas de distância. Eu continuo ligado desde hoje cedo. De modo geral, um bom dia… Mesmo com os alimentos que tenho que comer, está tudo certo. Eu estou acordado então pensei que em usar o meu tempo com algo bom, algo que ajude a atingir meus objetivos. Fazendo isso eu penso em como a vida joga com você como se fosse uma bola de baseball. Quando você está vivendo uma vida “limpa”, sem cometer nenhum excesso, os restos que tornam a vida suportável para a maioria das pessoas, um monte de tentação vem ao seu caminho… Meninas na minha nova academia me dão os seus números de telefone… Hot Donuts (sonho, rosca) no restaurante no fim da rua. Merda, quando eu era jovem, eu fiz a minha parte com certas liberdades, experimentei muita coisa. Era uma distração, uma diversão. Embora eu esteja mais velho, mais sábio, ainda há dias que eu quero jogar as anilhas do chão no teto. Escute, se você estiver planejando estar neste jogo por muito tempo, deixe seu ego na porta. Você não está na academia para impressionar outras pessoas, mas para melhorar a si mesmo. Confie em mim, eu sei como é difícil resistir as tentações. Você só tem que tampar os seus ouvidos com cera, e ignorar. Escute o seu corpo. Ele vai guiá-lo… Em algumas horas, o meu alarme, que é a sirene que me mantém sempre alerta, vai soar. Quando minha garota se levantar, eu terei partido… Vou trabalhar para que eu esteja cada vez um passo mais perto de casa.

VOCÊ E EU

A Jornada

“Você e eu, nós vamos ter problemas…” Esta voz surge no meu ouvido quando eu estou terminando uma série. Estou cansado e com fome, mas não vou deixar que esse filho da puta fique sob a minha pele, que me tire do meu jogo… Eu não hesito, não dou meia volta. Em vez disso, vou apertar nas minhas últimas repetições e erguer o peso. É hora de recuperar o fôlego e estar pronto para a próxima série. Mas naquele breve momento antes de envolver minhas mãos naquela barra enferrujada, sou novamente aquele garoto de 11 anos de idade correndo pela sua vida…

A infância é supostamente a lembrança de bons tempos… Felizes memórias, felizes dias. Para mim, era pura miséria. Veja, como aquele garoto, eu era frágil e pequeno. Eu era um simples alvo. Mesmo assim, eu era apontado por ser diferente. E eu nunca vou esquecer essas palavras, “Você e eu, nós vamos ter problemas.” Embora em desvantagem, me destacava, mesmo quando o líder desta turma de intimidadores exigia o meu dinheiro do almoço. O resto do tempo escolar passou depressa e eu logo encontrei uma maneira para caçar esses provocadores que estavam no meu calcanhar como cães selvagens. O que você pode saber sobre ser capturado, sobre lutar em vão? Sobre voltar para casa mancando, esfolado e sangrando, e então limpar a sujeira do seu rosto? O que você sabe de tudo isso, todos os dias?

Vou te dizer o que eu sei… Que, em um dia quente verão, o calor aumenta rapidamente a partir do asfalto. E assim tão rapidamente, uma chuva passageira pode lavar tudo. Estas memórias, como as malditas injustiças da juventude, vão passar também. O que eu aprendi é isso – eu sou quem eu sou devido a essas experiências, e isso pode ser bom, ruim ou indiferente. Eu aprendi que eu podia tomar uma surra, lamber minhas feridas, e manter a cabeça erguida. Onde há vontade, há um caminho. E o que sei hoje é que os meus pés estão plantados no chão e eu estou determinado. Você e eu, apesar de estarmos em diferentes caminhos, nós somos apenas um. Não sou mais aquele garoto gordo e baixinho de onze anos de idade, mas um homem esforçado. A única diferença são os anos que estão entre nós e estas memórias que tenho colecionado. Por último mas não menos importante, eu aprendi que o respeito é difícil de conseguir e ainda mais difícil de se manter… E isso é maravilhoso quando é dado não pelos amigos, mas por inimigos.

Ainda não existem comentários.

Comente!