A Jornada – Semana 02

EU NÃO VOU VOMITAR.

A Jornada

O QUE DEFINE VOCÊ? ESSA BUSCA? O DOMÍNIO DE SI MESMO.

“Eu não vou… vomitar. Eu não vou… vomitar. Eu não vou… vomitar. Não desta vez. Eu mastigo sobre estas palavras obrigando a ação delas através da minha cabeça. Na cozinha, fazendo outra refeição sozinho, são apenas estas palavras e outro prato de frango e arroz. Estou apenas na segunda semana e já estou farto disso.”

NA ESTRADA PARA O DESTINO, NÃO VACILE… NÃO OLHE PARA TRÁS.

“Morda, mastigue, água, mastigue, água, mastigue, engula. Repita. Este é o meu sistema. Escute, a parte mais difícil não é o treino. Não é o cardio ou o fato de levantar no escuro, em uma manhã gelada. É a dieta. A monotonia de comer. O meu treino não vai mudar muito. Mas e a alimentação? Ela que irá me definir…”

PARA ULTRAPASSAR SEUS INSTINTOS BÁSICOS, VOCÊ DEVE INSISTIR NA SUA VONTADE.

“Alguns dias eu estou realmente com fome… Estes são os dias bons. A comida é seca e com gosto de merda, mas pelo menos eu consigo comer tudo e ainda manter o controle da situação. Outros dias eu apenas sento e a encaro. Fico suando frio. Tenho de dizer a mim mesmo para começar.”

MANTENHA O CURSO… MANTENHA O CONTROLE OU VOCÊ VAI PERDER SEU CAMINHO.

“Pessoas em outro mundo, elas não entendem. Não podem. Elas comem instintivamente. Para mim, comer é outra parte da minha vida que precisa ser controlada. Tenho estudado sobre como se alimentar, como superar a minha fome. Isso parece um saco, mas é o que tenho que fazer para estar preparado. É um saco e eu ainda tenho muito a percorrer.”

COMENDO PARA VIVER

A Jornada

“A maioria das pessoas vive para comer. Elas aproveitam a comida, o sabor e todas essas merdas. Elas sempre comem o que querem. Sim, o que eu não daria para comer o que eu quero nesse momento… Eu gosto de comer comida também. Quem não gosta? Mas eu tenho que comer para viver. Estou comendo para conseguir algo. Mal posso agüentar o que estou comendo agora. Mas sabem o que? Existe algo confortante sobre tudo isso: A regularidade, a persistência. Se há alguma coisa regular na minha vida, é a alimentação. Funciona como um relógio. Sigo um horário definido em cada uma das minhas 6 refeições. Para cada refeição, eu sei o que e quanto estou comendo. Controlo muito a ingestão de calorias, proteínas, gorduras, carboidratos grama por grama. O mais foda é a variedade, eu não posso comer muitas coisas. E é isso. Quando estou em dieta, desejo comer alimentos que normalmente não gosto. Isso é muito estranho. Todo caso, quando vou às compras toda semana, é um pedaço de bolo. (Bolo… Ah merda, lá vou eu de novo, sonhar acordado…) Quatro corredores, quatro itens. Uma coisa sobre compras – sempre vá após fazer uma refeição. O maior erro é ir quando tiver fome… Então, eu vou a cada semana – o mesmo dia, no mesmo tempo. Todo mundo me conhece no mercado, então não fazem perguntas. Ontem, quando eu estava lá, uma nova caixa me observou, uma garota bonita. Nunca a vi antes. Enfim, como estava comprando sete dúzias de ovos, ela olhou para cima, sorriu e disse: “Ei, você deve gostar de ovos, né?” Na minha mente, tudo se volta… Estou pensando o quanto eu odeio ovos. Como ela poderia saber que eu cozinho uma dúzia de manhã, retiro as gemas e como as claras? E a noite, antes de eu ir para a cama, é a mesma coisa? Ela não pode saber. Ela não sabe como é difícil comer ovos assim. Em algumas ocasiões, eu mesmo vomito. Quando isso acontece, tenho que começar de novo. Como eu disse, isto não é viver para comer…”

VOCÊ É O QUE VOCÊ COME

A Jornada

“Crescer, não sei quantas vezes ouvi isso… “Você é o que você come.” Foda-se essa merda. Se isso fosse verdade, eu seria uma vaca. Sim, uma grande vaca com uma traseira de aveia, chifres de batata doce e ovos nos cascos. Que merda que seria. Comer a mesma coisa todos os dias é muito difícil.

Também existem outras questões que vêm com o período de dieta… Como a paciência que precisa para explicar porque você come as mesmas comidas, os mesmos alimentos por semanas a fio. Quando se trata deste esporte, o alimento é o alicerce, a fundação. Neste nível, tudo tem que ser apenas correto.

Outra questão – lidar com o fato de não ser capaz de sair nos fins de semana para se divertir e relaxar. A fase de dieta pode realmente fazer deste esporte algo muito solitário. Veja sobre o que estou falando… Essa garota que tenho encontrado, seu aniversário está chegando e ela quer que ele seja especial, um jantar. Eu disse a ela que estou em dieta, ela é rígida e eu gosto disso. “Sente-se e me veja comer” diz ela. Agora me diga, que porra está errado com isso? Eu deveria apenas sentar lá com um sorriso no rosto? Eu tento explicar a ela o que significa a fase de dieta, colocar em termos que ela fosse entender. Pergunto a ela por que é que ela sempre sai com a sua bolsa. “É que tenho tudo o que é meu de valor lá dentro.” Bem, quando eu sair, vou levar um refrigerador que vai tudo o que é valioso para mim. Esse refrigerador é a minha salvação. Quando estou fora a mais do que duas horas, levo um refrigerador comigo. OK. Agora, dependendo do que ela está usando, ela vai levar uma bolsa ou outra. E eu? Dependendo de quanto tempo eu estou fora, eu vou levar o meu refrigerador grande ou pequeno. Até aí tudo bem. Agora eu lhe pergunto sobre o trabalho. Ela tem um trabalho com bastante regularidade de horas. Ela olha para o relógio para ver o dia passar. Eu, eu posso muito bem dizer que hora do dia é porque estou fazendo uma refeição. Agora o que dizer sobre alimentação? Ela é uma garota magra e uma pessoa realmente bonita, mas ela me diz que tem a ver com o que ela come. Eu vejo o que eu como também. Mas ela não come apenas quatro tipos de alimento. Eu digo a ela para imaginar uma fatia de pizza. “Qual a primeira coisa que vem a mente?” Eu lhe pergunto. Ela começa a falar sobre o gosto. Sim, isso é como a maioria das pessoas é.

As pessoas vão ao longo da vida permitindo um monte de coisas. Como facilmente eles poderiam comer o que querem, quando querem. Elas vivem a vida na superfície, elas não tentam ver abaixo dela. Quando outros vêem uma fatia de pizza ou um hambúrguer, eles estão pensando em como é bom o gosto. Eles estão à procura de satisfação, gratificação. Para mim, quando vejo comida, eu vejo duas coisas, e apenas duas coisas. Vejo tijolos e vejo merda. Cada boa comida que como, assim, é mais um tijolo nessa porra de casa que estou construindo. Eu sabia que iria passar a ter um monte de tijolos e um monte de tempo. Mas se eu comer aquele hambúrguer ou beber aquela cerveja, bem, então estou comendo merda. É simples: Você não pode construir uma casa feita de merda e esperar que ela fique de pé para a chuva. Com a primeira gota de água, você está ferrado. Então, para mim, cada vez que eu ver um pedaço de comida, eu pergunto a mim mesmo, eu estou construindo ou colocando abaixo a casa? Será que a minha casa vai resistir a qualquer tempestade ou vai desmoronar facilmente? Enfim, acho que estou começando a ficar com a garota. Acho que ela está começando a entender. Eu acho. Agora, sobre o aniversário…”

DENTRO, SEM… ENFRAQUECER.

A Jornada

“Quando se trata de dieta, é tudo sobre viver dentro dos limites que você definiu para si mesmo. Esses limites são determinados por suas metas. Meu objetivo é muito nobre e meus limites tem que ser bem apertados. Dieta é moderação, restrição. Em outras palavras , trata-se de viver sem. Sem sorvetes, pizza, os hambúrgueres, frango frito, o bolo. E isso, meus amigos, porra, é uma porcaria, mas no final, não é tão ruim. Sim, há momentos em que você só quer desistir, mas você descobre um caminho. A verdadeira tortura quando você está em dieta é perder os músculos. Não importa o que você faz, não importa como você faz, quando você está em dieta e ainda faz cardio, você vai perder um pouco dos músculos que ganhou trabalhando arduamente.

Como eu faço dieta sem encolher? Isso é o que me fode. Veja, o fisiculturismo está cheio de ironias. Quando você está em dieta, você está menor, mas você realmente parece maior. Você olha o seu melhor, mas você se sente uma merda. Este jogo é tudo mental. Não nos enganemos sobre isso. Você precisar afirmar a mente, a vontade. Viver sem, eu posso lidar. Mas existem algumas coisas que tenho que viver com elas. Necessidades: Primeiro, um refrigerador para a minha comida quando estou fora. Em segundo lugar, um microondas – Eu praticamente faço tudo o que eu posso no microondas. Torna tudo rápido e fácil, porque não quero passar mais tempo na preparação dos alimentos que tenho que fazer. Em terceiro lugar, uma geladeira, para armazenar o bife, as verduras, ovos, minha diet soda. Em quarto lugar, os meus suplementos. Quatro coisas que você vai sempre encontrar em abundância no meu lugar.

O bodybuilding é uma profissão difícil, fazer isso todos os dias. Estou comendo alimentos que tem gosto de merda. E eu estou comendo é seis vezes por dia a cada dia. E eu ainda nem sequer falei ainda da academia, o cardio. Toda essa dedicação e sacrifício pra que? Então posso ficar grande? Então, eu posso ver o meu melhor em uma noite do ano, em pé sob as luzes brilhantes? Por que tenho de aturar um monte de merda: Aspecto. Olhares. Insolência. Constantes perguntas. Quem quer ser tratado como um cidadão de segunda classe, com alguns desajustes sociais ou como uma aberração genética? Na minha opinião, acho que o monstro Frankenstein… Eu vejo as pessoas com esse olhar em seus olhos, medo, aversão, repugnância. Vale a pena? Sim, cada vez. Tenho que fazer o que eu sei que nasci para fazer. Portanto, se os aldeões vêm chamando com suas lanternas, que assim seja. Merda, eu tenho os fósforos. Vamos iniciar um maldito incêndio.”

1 comentário até o momento. - O que você pensa?

Gravatar

do ingos tati

12 de outubro de 2013

19:27

Gosto muito tests Trevino cada dia

Comente!